sábado, 29 de outubro de 2016

Sinto-me tão perdida...


Sinceramente não sei o que é passar um dia de minha vida sem sentir dor ou culpa, sem sentir ódio de ser quem eu sou.

O sabor é bom na boca, mas angustiante no estômago. Meu corpo rejeita tudo aquilo pelo que meu cérebro clama. O estômago aceita bem só o pouco que é lhe dado, sofreu num primeiro momento, mas acostumou-se a sensação de estar vazio.

No presente momento meu corpo é extremos.

O estômago é sinônimo do coração e antônimo do cérebro. Vazios e lotado, respectivamente.

Sinto-me atônita. O que fazer quando por amor a si mesmo, você precisa se machucar tanto?

Recuperar o controle é sentir seu corpo em declínio. Um longo e suave caminho ladeira a baixo. Não pense que alguém vai te salvar, porque não vai. Os poucos que se importam não devem saber, ana crava suas unhas em suas costelas, passa seus longos dedos entre elas, destrói tudo por onde passa, estômago, esôfago, coração... um caminho de tragédias. É lastimável e doloroso, até chegar em sua boca e arrancar sua língua. Desta forma você nem sente sabor, nem pode clamar por ajuda.

Eu sucumbi a ana mais uma vez. Como poderia reclamar se é algo que eu procurei?
Como poderia parar agora, se estar comendo normalmente me machuca tanto?

Pergunto-me por que é tudo tão bagunçado em mim. Por que em meio a tantas pessoas sinto-me tão sozinha. Por que quando estou com o estômago cheio é o momento que sinto o coração mais vazio. Fico questionando o que há de errado comigo, procuro culpados e acho n circunstâncias que me transformaram no que sou hoje. Toda essa necessidade de ser notada, de sentir-me limpa, de estar vazia para ser mais pura.

Sim, mais pura. Quando penso desta forma, consigo ver que este é um dos motivos pelos quais continuo sendo escrava da ana. Ela me proporciona, de certa forma, a tal purificação. Sentindo-me mais limpa sou mais segura, tenho a necessidade de estar vazia para ter um pouco mais de atitude. Não há banhos suficientes para tirarem de mim toda a sujeira que sinto estar impregnada em minha pele, não há escova dental que limpe tantas palavras feias de minha boca. Não há laxante que arranque de minhas entranhas o que comi por toda a vida. Gostaria de poder tomar desinfetante, e limpar minha alma de vez!
É por isso que gosto do cheiro de gengibre, canela e água do mar. O cheiro que ana trás quando passa por mim e abraça-me acalentando-me, acariciando meus cabelos, e dando-me esperança de um dia diminuir este martírio.

Não sei porque sinto que é uma grande mentira, e que como uma mãe que diz a um filho que não tema o mundo para encorajá-lo a seguir em frente, minha ana me ilude a achar que posso realmente ser bela algum dia para ter-me sempre nas mãos.

Será que eu realmente consigo?
Será que devo tentar?
Será que sobreviveria a isso?
Qual é o preço que devo pagar para conseguir o que quero?
É isto que eu realmente quero?

São tantas interrogações...



15 comentários:

  1. Oi anjo, não se sinta tão triste, ;--; se manter assim, só vai te destruir (experiência própria), sei que o mundo da ana nunca foi fácil e nem colorido,mas seja mais feliz consigo mesma, tá? E claro que você vai conseguir alcançar suas metas, acredite em você mesma!

    E estarei aqui se precisar de um ombro amigo :3 hehe

    ResponderExcluir
  2. Eu gostaria de dizer que tudo vai melhorar, mas não há como garantir isso. Otimismo não é meu forte. Desculpe, Any. Eu já fiz um comentário gigantesco aqui, explicando como você mudou minha forma de ver o mundo (foi no post sobre o seu cabelo, se me lembro bem). Anonimamente, claro. Enfim, vamos ao que importa.

    Posso entender o quão crítica é a sua situação. Eu mesma já passei por algo parecido com a automutilação. Sei que faz mal, que é errado, mas é como se a lâmina tivesse o poder de apagar os erros que eu cometia. Me trazia essa mesma senseção de pureza, como se minha alma fosse lavada. Felizmente consegui parar, pelo menos até agora.

    O que quero dizer é que não é sua culpa. A dor pode levar as pessoas a fazerem coisas erradas. Não estou dizendo que o que você faz é uma coisa boa e que deve continuar assim, porque não é. Mas não se culpe, certo? Eu sei que você não se orgulha do que faz, mas não pense que é a única culpada por isso.

    Espero que consiga suportar isso. Você é uma pessoa fantástica, Any. Não importa as coisas negativas que te disserem, saiba que eu a admiro muito. E estarei torcendo pelo seu sucesso.

    Seja corajosa, Any. No fim, talvez possamos ser consertados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Kim, suas palavras têm me ajudado muito.
      De coração, espero que sempre apareça por aqui.

      Excluir
    2. Fico feliz em saber que estou ajudando-a de alguma forma. Quero vê-la feliz, Any. De verdade.
      Continuarei aparecendo sim. Como já disse em algum ponto, você compreende o que sinto. Obrigada por isso.

      Excluir
  3. Amor e dor. Dois lados, a mesma moeda. Não tem mais certo ou errado, apenas metas a serem cumpridas. A única questão é; você está disposta a completar elas?
    Há consequências Any, graves. A melhor reposta é não. Mas a escolha é sua.
    Any, eu perdi o seu número. Mas você pode me mandar uma mensagem se precisar, a qualquer hora.

    Fique bem. ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá querida, tantos sentimentos em meios as palavras, acredito q todas q estejam aqui de alguma forma passam por isto, seja forte florzinha fique bem, houve dias q só as palavras das amigas aqui eram meu consolo e muitas vezes foi o q me fez continuar, perdi meu acesso e fiquei realmente perdida hj estou retornando e vamos q vamos pq a vida continua.Bj

    ResponderExcluir
  5. Ow Any, cadê aquela moça cheia de força e ânimo para levantar depois das pancadas?! Não deixe esse monstro te destruir, ele vai te capturar e tomar tudo que você um dia construiu. Você é mais forte que isso, já provou tanto para mim como para todas as outras... Levante se !
    Beijos
    Stay Strong Any, Stay Strong !

    ResponderExcluir
  6. Olá! Tudo bem? Sou a Ceci do Venenos de Pelúcia, estou em transição de blog e criei esse novo. Poderia visitar ele tbm? O endereço é http://nao-autorizado.blogspot.com.br/

    Eu consigo imaginar pelo que esteja passando... toda essa dor, essa angústia, esse controle que a Ana tem sobre seu corpo...

    ResponderExcluir
  7. Olá Any!


    Eu tenho 26 anos, sou mais velha que você, e estou nessa paranoia de pureza e leveza desde a minha infância.
    O preço é altíssimo, você paga com a sua saúde, e os supostos benefícios não são duradouros.
    Os dentes encolhem (perdem massa óssea) e acabam sem nenhum esmalte, completamente corroídos e amarelos, depois começam a estragar e cair.
    O estômago acaba se irritando, e com o tempo a gastrite ou o refluxo gastroesofágico -no meu caso- surgem implacáveis.
    Os problemas cardíacos e renais batem na porta com o uso do ECA e diuréticos, e o provável câncer de intestino é um pesadelo a caminho de quem abusa de laxantes.

    A questão não é ser magra ou chegar na meta, o problema é manter um corpo magérrimo com o passar do tempo.
    Quanto mais envelhecemos, mais lento o metabolismo fica, a gravidade faz-se presente, e a idade começa a deixar suas marcas.
    Sacrifícios podem ser feitos, mas ninguém consegue viver em permanente sacrifício.E no breve momento em que você descansa de toda a loucura, o seu corpo estoca gordura com medo de uma nova emergência alimentar, como se estivéssemos no tempo das cavernas.
    Daí o ciclo se reinicia.

    Invista em reeducação alimentar e exercícios, parece massante, mas não existe milagre para conquistar e manter a magreza com saúde.
    Passar fome pode te fazer magra por algum tempo, mas logo você adquire o peso perdido de novo, vem fácil e vai fácil, não tem consistência.
    Pense, há quantos anos você vem lutando, passando fome, tendo compulsões e purgando.Isso é vida?
    Será que a sua saúde aguentará essa carga de remédios, nfs e efeito sanfona por mais quantos anos?
    E a sua filhinha que está crescendo e obviamente se espelha em você?
    Eu sou a favor do jejum higienista, no intuito de dar alguns dias de descanso para o corpo, para desintoxicar, isso é algo esporádico.
    Entretanto, manter uma alimentação saudável e fazer exercícios são ações benéficas diárias para a vida inteira, pra você, pro seu marido e pra sua filha.
    Pense a longo prazo.
    É sobre ser forte o suficiente para se reeducar hoje, pensando em você daqui a 10 ou 20 anos, ver a sua filha se formar e casar, sabe?
    Ser uma mulher madura sim, mas durinha com o corpinho malhado com tudo no lugar, com muita saúde.

    É preciso chamar a responsabilidade para si, antes que o seu corpo comece a sucumbir.
    Recomece do zero, e se orgulhe de ser capaz disso.
    Evolução é basicamente a capacidade de se adaptar para sobreviver, reinvente-se.
    Faça caminhadas diariamente, é de graça, então se agarre aos exercícios com toda sua força de vontade.
    Você pode comer pouco, mas coma coisas saudáveis, porque o importante não é quantidade, mas qualidade.
    Pegue um caderno e planeje uma alimentação regrada, leve, com frutas, arroz e pães integrais, vitaminas matinais, sopinhas, verduras, iogurte, leite desnatado, queijo branco, azeite de oliva extra virgem, carnes magras, aveia, linhaça dourada e chás. Faça caber no seu orçamento.
    Permita-se reaprender a viver melhor, construa hoje aquilo que você quer ser amanhã.
    Não perca mais tempo, a vida é curta demais para passá-la andando em círculos viciosos.

    Um beijo grande :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Anita, eu já tentei tantas vezes... Nunca consigo.

      Acho que estou muito bagunçada.

      Excluir
  8. Oi,
    Nossa, que post denso... Te desejo força e mais força!!!!
    Costumávamos frequentar o blog uma da outra mas tive que mudar de endereço e tirar meu antigo blog do ar e mudar meu pseudonimo tb pq a "casa caiu", sumir um tempo e só agora pude voltar. Não posso me identificar pq pode dar merda mas tô de volta...
    Estava com saudade.
    Estou te seguindo outra vez.
    Bjokonas
    :***

    ResponderExcluir
  9. Espero que esteja melhor, sei o quanto é dificil este momento e essas interrogações.

    ResponderExcluir
  10. Tinha esquecido de deixar meu link:
    http://melmeltingthoughts.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Você atrai os pensamentos predominantes,
    conscientes ou inconscientes, que retém na
    consciência. Este é o X da questão.

    A hina acredita em fé, em Deus, em deuses e deusas, na magia, na lei da atração entao ela acredita q vc pode vencer tudo isso, basta acreditar em si msma anjo, dedique um dia da semana para cuidar de si msma, da sua auto-estima, depois passe para dois, depois todos os dias vc estará se amando mais e mais, parece mto fantasioso só ler nao é msmo, mas é dificil o processo, mas sei q vc eé forte o suficiente para supera-lo! :* força gataaan ^^

    ResponderExcluir
  12. Oii
    Não se sinta assim.. Acredito que nada seja bagunçado em você. Tenha força ��
    Beijo ��

    ResponderExcluir