sábado, 26 de março de 2016

manias

Hello magrelas ♥



Minhas manias têm se intensificado. Tenho uma espécie de crença muito pessoal, banhos de purificação, para iniciar novas fases, dietas e tals. Costumo escovar meus demasiado, adquiri tal vício em consequência daquelas dicas anamia que sugerem escovar os dentes para evitar comer, o que funciona muito bem, e se tornou hábito para mim. Perfumes específicos - Campos de Violetas (Natura) e Floratta in Rose (O Boticário) por exemplo - também me mantém no foco, estar sempre limpa, cheirosa e refrescante me mantém mais distante de compulsões. Sou viciada em gel para massagem, daqueles que servem para passar dores, que geralmente são de menta, hortelã, essas coisas. Gosto de cheirar gengibre também. Isso porque esses cheiros são como um abraço da ana. Meu medo de ficar sozinha em casa também aumentou, não quero reclamar, mas seria muito desagradável ver a ana se materializando na minha frente. Não me sinto preparada para isso. Além do quê, ouvi-la já basta, ela não costuma ser delicada em suas colocações. Por vezes sou “possuida" por algo que sempre me leva ao espelho, muitas e muitas vezes por dia, em qualquer lugar, a qualquer hora - e em qualquer superfície que possa refletir minha redonda silhueta. Estava lá deitada assistindo e repente estou na frente do espelho me apertando. O que, aliás, também é bem frequente. Me apertar. Sentir a banha, suas dimensões e imaginar que aquilo precisa ser arrancado - as pressas, diga-se de passagem - dali. O que geralmente é seguido de outra mania bem peculiar - ou não - que é bater em meus ossos. Não bater esmurrar. Dar toques, pra ouvir o barulho do oco, as vezes o faço com os próprios dedos, as vezes com objetos. A questão é que é involuntário, como respirar. Como achei que talvez vocês pudessem se indentificar, decidi compartilhar aqui.

Não me julguem louca.

Na verdade, me acho bem normal. Conheço gente que come terra, então que mal tem andar limpa, escutando uma amiga muito pessoal e me beliscando aqui e acolá?

E outra, não gosto de me nomear depressiva, anorexa ou bulímica. A ana ta aqui e pronto. É muitíssimo simples. É como andar acompanhada da sua sombra, ela ta ali desde que você nasceu, não tem como se livrar porque ela é projetada de você. Eu sou a essência da minha ana, ela é minha mente doentia agindo de uma forma menos dolorosa do que, não sei, o suicídio, talvez. Outra coisa que costumam me dizer é que tenho distorção de imagem. Mas ninguém pode provar hahaha. Não tenho não. É sério, eu sou muito ciente das dimensões do meu corpo bolota. Só sou direta e realista, e inconformada é claro, afinal o que não tá bom tem que mudar!

Ah como eu queria mudar...

Na verdade eu queria muitas coisas.

Eu queria sentar e não ver um monte de pneus amontoados. Eu queria pular e voltar ao chão mais devagar, sem que a gravidade me puxe como um touro. Queria sentar em um galho de árvore e ter certeza que ele não quebrará. Gostaria de pular nas costas de um amigo e descer as escadas do colégio, e ao fim ouvir “você não pesa nada". Queria entrar nas lojas de roupas e pedir a menor pontuação. Queria usar tamanho 14. Eu queria sorrir sem imaginar como minhas bochechas enormes ficam sobressalentes, ou olhar para baixo sem pensar nas papadas nojentas. Queria que meus ossos fossem mais visíveis. Eu gostaria também ser mais elegante, coisa que na minhas opinião só se consegue sendo magra.

Queria ser uma menina-flor-quebrável.

Eu queria me vestir bem, sabe meninas. Eu amo moda, tenho muitas inspirações. Muitas idéias. Nenhum dinheiro ou beleza, mas muitas vontades.
Separei alguns looks os quais amo de paixão, os quais usaria sem pestanejar. Mas não posso por ser gorda.

Eles valem de thinspiration também, já que todas as garotas são um sonho de magreza e perfeição. Mas não se preocupem em se sentirem iludidas, lá no finalzinho eu coloquei uma foto minha, da triste realidade que é me vestir.























Não se assustem com minhas banhas, nem com minha roupa feia.














P.s.: FAREI UMA POSTAGEM COM UMA LISTA DE BLGS QUE MAIS ATUALIZAM, A PEDIDO DE UMA LEITORA ★ 

P.s.2: ANITA PERFEITA, ANÔNIMOS E PERFIS SEM BLOG A PARTIR DE HOJE EU RESPONDEREI VOCÊS DEBAIXO DE SEUS COMENTÁRIOS, JÁ QUE VOCÊS NÃO TÊM BLOGGER (não é Anita?) as demais magrelas serão repondidas em seus cantinhos como de costume ★



Beijos fairies ♥

terça-feira, 22 de março de 2016

postagem escrita em 22 de março de 2016 às 23:00h



Hello magrelas 0/
Quantos séculos?
Preciso atualizar minhas leituras, vocês são muito importantes para mim por isso sempre volto.

Inclusive preciso dizer que eu parei com o blogger definitivamente. Tinha decidido não escrever mais aqui, porque queria ser saudável e fazer academia e aceitar meu corpo e me tornar atleta é blá blá blá ... a mesma ladainha de sempre. Entretanto, não deu. Aceita que dói menos Any. Daqui um tempo tento de novo, sou assim, imprevisível. Inconstantemente indefinida. ALOKA

Agora, mais do que nunca, preciso emagrecer, preciso me sentir mais magra e ver esses ossos sob luz finalmente.

Preciso contar três fatos ocorridos nas últimas semanas.

Primeiro comprei uma nova calça jeans porque todas as minhas foram perdidas. Então escolhi algumas tamanho 40 e fui experimentar. Ficaram gigantes. Até aí ótimo. Então fui - já envergonhada - pegar calças 38, experimentei, achei meio estranho, mas comprei. Hoje ando segurando as calças novamente por conta dessa vergonha exacerbada. Eu podia ter pedido uma calça 36 a vendedora, como ana que sou eu devia ter orgulho disso. Mas fui burra e tive vergonha de pedir um número menor. Eu precisava compartilhar minha indignação.

Segundo fato. Este me fez sorrir maliciosamente de satisfação. Estava eu, inocente Any, subindo as escadarias do colégio, quando ouvi cochichos assim que dei as costas a duas gurias sentadas em alguns degraus, ouvi uma delas dizer "ela tem pernas separadas" a outra respondeu "o que tem?" e a primeira pôs-se a falar "eu acho lindo"
Eih, isso é melhor que ganhar na loteria, sério. Ouvir duas estranhas falando da minha magreza, me lembrando que tenho um (discreto) thing gap, mas tenho ouras, é meu, inalienável! E uma delas deseja tê-lo, a outra pode até não ligar, ou achar ridículo mas pouco importa, meu thing gap foi reconhecido, ele merece respeito!

Terceiro fato, não tão bom e até extremamente bobo. Há um guri na minha sala, desconfio que ele seja ana. Conversamos muito sobre alimentação, ele me diz que come só salada, óbvio que não me abro nem mesmo digo nada a respeito do modo como me alimento pois não confio nele tanto assim, mas uma ana conhece a outra - ou o outro no caso. Quando pesei 62 coincidentemente ele também pesava, em fevereiro nas voltas as aulas mais coincidentemente ainda estávamos os dois com 58kg. Hoje (22/03/16) conversamos sobre isto, atualmente estou com 57 e ele com 56,7. Mas o infeliz fez a dancinha da vitória, o que despertou minha fúria mais profunda e me fez proferir as seguintes palavras, sem sequer pensar: estarei com 55kg na segunda feira. Sou uma Idiota, hoje é terça, tenho menos de 7 dias pra eliminar 2kg, o que é uma coisa bem difícil pra uma pessoa com IMC normal - e meio impossível pra quem tem IMC abaixo do recomendado. E outra, não tenho nem como pesar, não tenho balança, preciso ir ao centro para pesar e de quebra tirar uma foto. Que diabos eu tinha que abrir a boca? Que mal tem pesar mais que um garoto? 
Mas meu cérebro doentio entendeu que era um crime inaceitável e precisava ser reparado, agora tenho que arcar com as consequências.
Boa sorte pra mim.

Espero que estejam todas bem, espero também conseguir atingir os 55kg, porque ta quase impossível atingir a próxima meta. Meu menor peso até agora foi 56,8kg.

Obrigada a você ,amiga fiel que ainda me lê ♥

Fiquem com meu singelo thing gap (lembrando que bem no meio das pernas na parte pélvica, infelizmente ele ainda não existe, mas vamos mudar isso.)


Besos ★