segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Sobre o impacto da mudança




Tenho lido sobre minimalismo. Na verdade não tenho lido exatamente, vi uns infográficos no Pinterest e uns vídeos no YouTube. Também tenho lido - nas mesmas circunstâncias do caso anterior - sobre meditação, o famoso mindfulness. Peço a paciência de vocês em relação a esses conceitos, pois não poderei explicar muito bem agora. Enfim, eu vejo nesses hábitos - estilos de vida? - um novo viés para tentar alcançar meu tão sonhado controle mental. Visto que as duas teses se complementam, eu gostaria de tentar executá-las.
Já faz uns meses venho tentando a meditação através do controle da respiração. Funciona muito bem. Mas tem que querer fazer, tem que querer tentar, e as vezes eu não quero. Não sou uma garota disciplinada. O minimalismo é bastante novo para mim, pelo menos visto dessa forma. Este minimalismo ultrapassa a questão da roupa e da decoração, e atravessa a vida. Sentimentos, amizades, limpeza e organização, prioridades. Um modo de ser, de agir. Algo além das regras. Algo extremamente pessoal, que ninguém mais além de você pode nomear.
Esse fim de semana tive uma “crise minimalista” - espero não estar cometendo nenhum terrível erro com essa nomenclatura - onde eu dei uma gloriosa faxina em meu quarto e joguei fora bem mais do que jogaria normalmente. Eu me limpei. Esfoliei, esfreguei, hidratei. E cortei. Cortei grande parte do meu cabelo. O cabelo ao qual me apeguei durante tanto tempo. O cabelo pelo qual lutei tanto para manter.
Não foi uma decisão repentina. A gente precisa racionar, ver os prós e contras. Aquele tufo de células mortas já não fazia mais parte de mim. Havia se tornado um pesado encosto. Uma lástima. Não medi quantos centímetros removi, apenas acho que devia ter sido mais. Com o tempo decido se devo retocar ou não o corte. Como eu disse, nada repentino.
Hoje meu cabelo consiste num discreto Long Bob com franja desfiada. Está naturalmente castanho - tão comum como todos os outros - e extremamente macio, um mimo. Me inspirei, sem sombra de dúvidas, no corte das parisienses e seu “menos é mais".
A questão é a liberdade que esta atitude me deu antes mesmo de ser, de fato, executada. A maneira como são necessárias mudanças para que as coisas na vida possam se mover. A dieta vai bem obrigada. Meu quarto está limpo e mais iluminado. Gostaria de mudar muitas coisas nele, mas isso farei aos poucos.
De todo modo, o que gostaria de lhes dizer é que se desprendam. Libertem-se de costumes, posturas, características, adornos, funções, pessoas, sentimentos, objetos que sugam sua energia. Como podem ser puras com a ana se estão presas a pilhagens sanguessugas que vocês insistem em arrastar consigo para onde quer que vão?
Não é da noite para o dia, é claro. Temos desejos capitalistas, temos um apego irracional às coisas. Mas já pararam para pensar em como são apegadas a gordura?
“Ai Any mas eu odeio ser gorda, eu odeio as gordas, eu odeio a gordura”. É, porém aí está você cometendo os mesmos erros de sempre, perpetuando o sofrimento, empurrando a vida com sua barriga gorda da qual você não desapega, inconscientemente, por nada. Nós queremos ser fadas da neve, mas na primeira oportunidade de enfiar uma empada goela a baixo já estamos entaladas. Coma menos, isso é minimalismo. Respire mais, alimente seus pulmões com ar puro. Você nem percebe sua necessidade de respirar. Não consegue racionar quando sua ansiedade grita por grandes quantidades de comida, sendo que na verdade seu corpo precisa de água e oxigênio. Repensem minhas magrelas. Vejam o que são, para vocês, prioridades. Cuidem-se. Tomem bons banhos - não precisa gastar muita água para isso. Invistam em bons sabonetes, óleos, hidratantes. Alimentem a pele por fora também. Toquem-se, sintam-se. Respirem o aroma das fragrâncias fundidos a suas peles. Alimentem seus cabelos também. Não desperdicem com o que já não pode ser reparado. Alimente a alma, veja um filme ou livro que realmente gosta. Defina seu tempo de descanso e medite. Tente dar a si sempre o melhor, ainda que pense não merecer.
É desta forma que tenho esperança de encontrar algum equilíbrio nesta vida. Logo trarei posts detalhados sobre o minimalismo e mindfulness.

Seguem algumas fotos, bem ruins na verdade, pois não posso mostrar o rosto. Primeiros as inspirações, depois eu.



P.s.: fotos removidas.

Um grande beijo minhas magrelas 🌌


13 comentários:

  1. oieee acabei d descobrir o seu blog tava precisando d uma inspiração e me animou ver alguém tão corajosa e a vontade p mudanças assim :) beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada 😍 pessoas como você me fazem seguir em frente

      Excluir
  2. Oi, Any!
    Lembro-me de tê-la conhecido em 2013, e veja quantas mudanças de lá pra cá! Eu amei seu cabelo, sério! Parece tão leve, simples... E sei que essa mudança externa é reflexo da interna. Estou aqui, acompanhando seu crescimento e mudanças, e torcendo para que você alcance o equilíbrio que deseja!

    ResponderExcluir
  3. Está muito bonito, o cabelo! parabéns pela mudança, expressa bom gosto :)

    ResponderExcluir
  4. Vcs tem grupo whats ana e mia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Mande seu nome, idade e número com DDD para o e-mail dorpassaculpanao.blogspot.com

      Excluir
  5. Eu estou muito, muito feliz por você, espero que essas mudanças sejam os primeiros passos em direção à felicidade e controle que tanto deseja. Você merece o que há de melhor, Any.

    Ah, e seu cabelo está maravilhosamente maravilhoso!

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente, seu cabelo tá lindo, esse corte caiu muito bem em você! Gostei de ler essa publicação, mais uma vez estou aprendendo coisas aqui no seu blogger que eu não conhecia, nem sabia o que era minimalismo.

    ResponderExcluir
  7. Minimalismo é um estilo de vida incrível... O corte ficou tão incrível você! É assim que começa, logo logo tudo vai estar do jeitinho que você quer. As coisas só mudam quando você as faz mudar, e é isso o que vemos em você...
    Força borboleta ♥

    ResponderExcluir
  8. Eu já assisti a alguns videos sobre até consegui organizar bem meu guarda roupa mas acredita que estou com mania de comprar roupas já dois meses tenho gastado meu salario a "toa" mas já vou voltar as rédias este mês vou gostar de ver sobre este assunto aqui no blog e olha que faz todo sentido para todas as áreas da vida e seu corte de cabelo ficou lindo!!!

    ResponderExcluir
  9. Ta linda amiga any sempre bela e forte corajosa batalhando por seus ideais beijocas de muita luz paz e amor sussesso perseverança te adoro!!

    ResponderExcluir
  10. Oi flor..O mindfulness, método da atenção plena é ótimo! Tenho praticado, tem diminuido minha impulsividade, mas não tem sido suficiente! Continua faltando "atenção plena" na minha vida...acho que leva tempo. Beeijos.

    ResponderExcluir
  11. Que arrependimento não ter lido esse post antes.
    Adorei!

    ResponderExcluir